Blog do Pediatra

Categorias

Histórico

Febre Amarela: Vacinação e Prevenção no combate à doença

Dr. Sylvio Renan

14/01/2018 01h00

Com o avanço da febre amarela silvestre, principalmente em cidades urbanas da Região Sudeste, o Ministério da Saúde iniciará em fevereiro a campanha de vacinação. Em alguns estados a vacina será fracionada, com imunização válida por 8 anos.

A situação traz algumas preocupações aos pais sobre a melhor maneira de proteger seus filhos e, apesar do cenário ser crítico, não há motivo para desespero. De maneira rápida, tentarei explicar sobre a doença e como ela pode ser prevenida:

Estamos diante de quadro de febre amarela silvestre, em que primatas são os principais hospedeiros do vírus, assim como a espécie humana. A transmissão da febre amarela silvestre (que estamos enfrentando atualmente) é provocada pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, ao contrário da febre amarela urbana (que não existe no Brasil há décadas), que é transmitida pelo Aedes aegypti (o mesmo da dengue).

Os sintomas são divididos em três fases:

Primeira fase: duração média de três dias, em que o paciente sentirá dores de cabeça, febre baixa, fraqueza, vômitos e dores pelo corpo.

Segunda fase: sensação de melhora e diminuição dos sintomas, que dura cerca de 24 horas.

Terceira fase: período de febre alta, pele amarelada (icterícia), vômitos, seguidos de sangue, complicações no fígado e rins, entre outros sintomas.

Cabe realçar que há inclusive risco de vida, como em casos já noticiados pela mídia.

Ao sinal dos primeiros sintomas, sempre procure um médico.
Os cuidados com a saúde das crianças, assim como os adultos, através da vacinação são sempre de extrema importância para a prevenção de doenças, como atualmente no caso da febre amarela. A vacina é recomendada a partir dos 9 meses até adultos e idosos ante de completar 60 anos. Não é recomendável a pessoas com alergia grave a gema de ovo e seus derivados. Para bebês menores de 9 meses e adultos acima dos 59 que residirem ou planejarem viajar a regiões de riscos, os casos deverão ser analisados por médicos, pediatras e/ou profissionais da área da saúde.

A imunização poderá ser feita por meio da Campanha Nacional de Vacinação ou em clínicas particulares. Converse sempre com o pediatra de sua confiança e, se houver manifestação dos sintomas relatados acima, procure um atendimento médico próximo o mais rápido possível.

Dados do Ministério da Saúde apontam que a vacina contra a febre amarela tem eficácia entre 95 a 98%. Em áreas urbanas, o principal transmissor é o Aedes Aegypti. Por isso, lembre-se também de outros modos de prevenção, tal como para os casos de dengue, como evitar água parada em recipientes destampados (com vasos de plantas). Isso ajuda a prevenir seu filho, você, seus familiares e a sociedade como um todo.

Até a próxima!
Dr. Sylvio Renan Monteiro De Barros

 

Sobre o autor

Dr. Sylvio Renan Monteiro de Barros é autor do livro "Seu bebê em perguntas e respostas - Do nascimento aos 12 meses" e do livro “Pediatria Hoje”|Formado pela Faculdade de Medicina do ABC. Especializações e títulos pela Unifesp/EPM, Sociedade Brasileira de Pediatria e General Pediatric Service da University of California - Los Angeles (Ucla). Atuou por quase 30 anos no Pronto Socorro Infantil Sabará e foi diretor técnico do Hospital São Leopoldo, cargo que deixou para se dedicar ao seu consultório, a MBA Pediatria, e à literatura médica para leigos.

Sobre o blog

O objetivo deste blog é fornecer informações básicas relacionadas à área da pediatria. São abordados, de forma didática, temas que permeiam o universo da saúde da criança, como primeiros cuidados, doenças mais comuns, vacinação e alimentação. Desta forma, não visa receitar qualquer conduta médica, mas sim proporcionar conhecimento para que os visitantes tenham mais autonomia na escolha de um pediatra para seus filhos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Topo