Blog do Pediatra

Categorias

Histórico

Pais, filhos e a internet

Dr. Sylvio Renan

29/08/2016 17h26

O uso das tecnologias no dia-a-dia de crianças e adolescentes 

O uso das tecnologias no dia-a-dia de crianças e adolescentes 

Geralmente, a rotina de uma família é: acordar os filhos, levá-los ao colégio, seguir para o trabalho, buscar as crianças e voltar para casa. Teoricamente, nesta “última” fase do dia, crianças e adolescentes brincam com os pais, fazem as lições de casa, tomam banho, jantam e, então, hora de dormir, certo? Bom, para algumas famílias este cotidiano mudou um pouco nos últimos anos.

Cada vez mais, é comum smartphones e tablets como acessório particular da garotada, o que faz com que o roteiro narrado acima tenha se modificado, pelo menos para a grande maioria. E não é pra menos: no Brasil, 50% dos lares têm acesso à internet e 168 milhões utilizam smartphones.

Na hora do jantar, da lição de casa e de dormir estes aparelhos estão sempre presentes, as crianças com seus joguinhos e os adolescentes nas redes sociais. Como conter ou controlar a ‘onda’ hi-tech dessa geração?

Sempre digo aos pais que visitam o consultório: “A criança vê, a criança faz”. Por exemplo, na hora do jantar os pais têm o costume de fazer as refeições “conectados” aos seus smartphones e, junto a isso, assistem à televisão. Naturalmente, seus filhos irão entender que é comum manter os eletrônicos por perto o tempo todo.

Claro que a escola já permite e até incentiva o celular como um meio de aprendizagem, com vídeos interativos, aulas, informações gerais e muito mais. O uso da tecnologia já é uma realidade em praticamente todo o universo escolar. Mas isso tem que ser dosado, tanto no que diz respeito à educação quanto como lazer, entretenimento.

Na hora de dormir, não recomendo o uso dos eletrônicos. A luminosidade e os sons, por exemplo, ativam certas áreas do cérebro e despertam ainda mais a criança e o adolescente, justamente quando eles precisam se aquietar e dormir. Além disso, a qualidade do sono pode ser comprometida, sem o devido descanso.

Para os pequenos ainda não alfabetizados, vale a pena ler histórias e colocar uma música mais calma, e aos maiores e adolescentes, incentivar a leitura. Isso contribui para uma noite mais tranquila, relaxante e garante maior disposição no dia seguinte.

Com os pequenos, estas orientações são mais fáceis de serem seguidas e aceitas. Mas, a partir de uma certa idade, quando começam a entrar na adolescência, nossos filhos têm comportamentos diferentes, sobretudo quanto aos horários, estudos e uso da internet, do celular. Mais para uns, menos para outros. Como já fomos adolescentes, sabemos que é assim que funciona, não é mesmo?

Por isso, sempre ressalto que, ao contrário do que muitos pensam, adolescentes também devem manter uma rotina de consulta com o pediatra, não só para acompanhar o desenvolvimento e crescimento físico, como também psicoemocional nesta fase da vida – que agora incluímos também o uso indiscriminado das tecnologias.

Neste sentido, o que recomendo em meu consultório é que os pais fiquem atentos ao que acontece com seus filhos, que tenham um bom diálogo com eles, que divirtam-se e aprendam on e off-line juntos. Negocie tarefas, horários, deveres, horas para o lazer, para os estudos e a quantidade de tempo para acessar a internet. Adolescentes não gostam de compartilhar seu mundo virtual e a individualidade deles deve ser respeitada, mas não esqueça: criança vê, criança faz. E com os adolescentes é exatamente a mesma coisa.

Sobre o autor

Dr. Sylvio Renan Monteiro de Barros é autor do livro "Seu bebê em perguntas e respostas - Do nascimento aos 12 meses" e do livro “Pediatria Hoje”|Formado pela Faculdade de Medicina do ABC. Especializações e títulos pela Unifesp/EPM, Sociedade Brasileira de Pediatria e General Pediatric Service da University of California - Los Angeles (Ucla). Atuou por quase 30 anos no Pronto Socorro Infantil Sabará e foi diretor técnico do Hospital São Leopoldo, cargo que deixou para se dedicar ao seu consultório, a MBA Pediatria, e à literatura médica para leigos.

Sobre o blog

O objetivo deste blog é fornecer informações básicas relacionadas à área da pediatria. São abordados, de forma didática, temas que permeiam o universo da saúde da criança, como primeiros cuidados, doenças mais comuns, vacinação e alimentação. Desta forma, não visa receitar qualquer conduta médica, mas sim proporcionar conhecimento para que os visitantes tenham mais autonomia na escolha de um pediatra para seus filhos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Ciência e Saúde - Blogs - Blog do Pediatra
Topo